• Sagres

    No extremo Oeste do Algarve encontramos Sagres. Esta região foi muito importante para aHistória de Portugal, sobretudo na Época dos Descobrimentos. O seu imponente Cabo de Sagres serviu de abrigo a embarcações que partiam pelo atlântico e ainda hoje surpreende quem por aqui passa com as suas falésias que rompem o bravo oceano do lado Oeste e abraça o tranquilo mar que se torna comum por toda a costa a sul.

    Sagres, com paisagens costeiras deslumbrantes e situada no ponto mais a sudoeste da Europa.

    Bem localizada no parque natural do sudoeste alentejano e Costa Vicentina. Em Portugal, na Região do Algarve, é em Sagres que encontramos o maior corredor migratórios de aves de rapina do país.

    É em Vila do Bispo, na península de Sagres que todos os anos milhares de aves partem na sua migração outonal.

    Nos meses de Agosto a Novembro, milhares de aves migratórias de espécie diversa, como aves de rapina e aves marinhas podem ser observadas.

    Sagres é assim o ponto de encontro dos observadores de aves e amantes do turismo de natureza.

    Visite Sagres e aproveite o Festival de Observação de Aves, que ocorre anualmente na primeira semana de Outubro.

    Gastronomia:

    Numa zona predominantemente piscatória, Vila do Bispo, tudo o que vem do mar é excelente, qualidade e frescura, sabores do mar únicos.

    Aqui, pode deliciar-se com todo o tipo de peixe e marisco, cozido, grelhado ao carvão, escalado bem como os bivalves abertos na chapa.

    Contudo, na época de caça que, normalmente tem início em outubro e termina em dezembro, o Javali, perdizes, codornizes, lebre ou coelho bravo, são sabores a não perder.

    Na doçaria utiliza-se o figo e a amêndoa com abundância, e  a massa de pão.